quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Greve na Celpa é suspensa

greveServidores da Celpa decidiram, na tarde de ontem, suspender a greve que havia começado na última terça-feira, 16. O Sindicato dos Urbanitários do Pará seguiu recomendação da desembargadora Francisca Oliveira Formigosa, do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (TRT8), que mediou negociação entre trabalhadores e direção da Celpa, distribuidora pertencente ao grupo Rede Energia. A suspensão do movimento é para que haja, na próxima segunda-feira, 22, conciliação com o presidente da holding Equatorial, Firmino Sampaio, empresa que deve assumir no início de novembro o controle acionário da Celpa.
Os trabalhadores acataram a determinação e, em 11 assembleias, decidiram suspender a paralisação até o dia da nova audiência, mas permanecem em estado de greve. O movimento foi deflagrado para pressionar o pagamento da parcela de antecipação da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) da empresa.
Anteontem, a Celpa já havia impetrado ação judicial para garantir o acesso dos servidores aos locais de trabalho e, ainda, que o sindicato mantivesse 70% do funcionalismo trabalhando no decorrer da greve. Na audiência entre trabalhadores e direção, segundo o diretor jurídico Raul Ferraz, 'não foi possível um acordo porque a Celpa considera o pagamento indevido', já que a empresa não teria obtido resultados positivos. 'Além disso, temos um contrato com a holding Equatorial, que aguarda aprovação da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) e do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica)', disse o diretor. No documento, há uma cláusula que impede qualquer novo pagamento não previsto em acordo coletivo.
Fonte: O Liberal

Nenhum comentário:

Postar um comentário